sábado, 29 de agosto de 2009

Nova escrita amorosa













A certeza é incerta,
O esquecimento é escasso.
O largo aperta
No afazer do que faço.

Perdura já a saudade
Clandestina do sentimento.
Sem que saiba a veracidade
Do incerto batimento.

Caem olhares directos,
Predilectos fixamente.
E, por outros afectos,
Elogio-os convictamente.

Procuro então seu canal,
Sua configuração,
Para que nessa tal
Eu seja máxima paixão.

Terça-feira, 18 de Agosto de 2009
Autor: António Botelho

5 comentários:

  1. ta lindo.....PARABENS...

    diz muito este poema....

    adorei

    parabens

    gosto ti piugA..
    MARY

    ResponderEliminar
  2. love is in the air *lalalala*

    ^^

    Beijinho ó poeta :D

    ResponderEliminar
  3. muito bom ;

    muito romantico;

    parabens ;)

    **Miss Luk@**

    ResponderEliminar